Nas últimas décadas, a preocupação com um estilo de vida mais saudável vem aumentando, se tornando tendência não só para brasileiros como pessoas no mundo todo. A busca por atividades físicas, esportes, bem como o culto a natureza proporciona grandes benefícios ao ser humano, que se reconecta a uma vida mais simples. Um dos principais pilares deste modo de viver a vida é o cuidado com a alimentação.

A alimentação saudável é um comportamento que vem crescendo por diferentes motivos. Muitos se adaptam por questão estética, para gerar combustível a sua rotina de treinos. Outros já incluem esta prática devido à princípios ideológicos, principalmente ao respeito à vida animal. 

No entanto, existem muitos casos em que a restrição alimentar não se dá por conta de nada disso. Ela não se trata de uma escolha, mas sim de uma condição a que aquela pessoa está exposta. Então nestes casos, após o prévio diagnóstico do quadro clínico, esta pessoa precisa se fazer valer de um novo menu em sua rotina, visando sua necessidade.

Neste artigo, vamos falar um pouco sobre os tipos de alimentação e algumas diferenças que existem entre si, assim como suas particularidades. 

Diferenças Entre Tipos de Alimentação

Vegano

A alimentação vegana é à base de plantas, isto é, comem tudo aquilo que não seja de origem animal ou que tenha envolvido a exploração de animais, sendo assim eles não consomem produtos e derivados da carne, leite, ovos, mel, gelatina, etc. 

As refeições para quem não consome nenhum produto de origem animal são compostas por muitas frutas, verduras, legumes, raízes, diferentes tipos de grãos e leguminosas. 

Vegetariano

É baseado no consumo de alimentos de origem vegetal. Define-se como a prática de não comer qualquer tipo de animal, com ou sem uso de laticínios e ovos. O vegetarianismo pode ser adotado por diferentes razões. Uma das principais é o respeito à vida dos animais. 

As refeições para quem não consome nenhum produto de origem animal são compostas por muitas frutas, verduras, legumes, raízes, diferentes tipos de grãos e leguminosas. 

Celíaco, Sem Glúten e Sem Lactose

A alimentação celíaca deve ser totalmente sem glúten, que é uma proteína presente nos grãos de trigo, cevada, centeio e espelta. Ao entrar em contato com o intestino do celíaco, o glúten provoca inflamação e degradação das células intestinais, causando complicações como diarreias e má absorção de nutrientes. 

Alimentos como macarrão, pizza, bolos, cookies tradicionais e outras massas – geralmente feitos com farinha de trigo – devem ser cortados do cardápio dos celíacos. Para não correr o risco de consumir glúten, outra dica interessante é verificar sempre as embalagens dos alimentos antes de comprá-los.

Uma alimentação sem lactose pode ser sim muito saborosa! É composta por salada de frutas, cereal feito sem leite, arroz, cevada, outros grãos, bolo de arroz sem queijo, bolacha água e sal e integrais, soja e tofu, queijo de soja, Iogurte de soja, mel, gelatinas.

Low carb

A Low carb proporciona um emagrecimento rápido reduzindo o consumo de carboidrato. Ela é caracterizada pela ingestão de alimentos ricos do ponto de vista nutricional. A prioridade são carnes (boi, porco, peixe, frango), frutas menos doces, oleaginosas, derivados do leite e gorduras boas.
 

A Sabor Caseiro Oferece Variações Saudáveis e Deliciosas. Entre em contato.

www.marmitariasaborcaseiro.com.br

Marmitaria Sabor Caseiro - WhatsApp
Enviar